10 habilidades que você necessitará para prosperar na 4ª Revolução Industrial

Daqui a cinco anos, mais de um terço das competências (35%) que são consideradas importantes na força de trabalho de hoje terá mudado. 

Em 2020, a Quarta Revolução Industrial trará robótica avançada e transporte autónomo, inteligência artificial e maquinas que aprendem, materiais avançados, a biotecnologia e genômica.

Estes desenvolvimentos vão transformar a maneira como vivemos, e a forma como trabalhamos. Alguns póstos de trabalhos vão desaparecer, outros vão crescer e empregos que nem sequer existem hoje se tornarão comuns. O que é certo é que a força de trabalho do futuro terá de alinhar o seu conjunto de habilidades para manter o ritmo.

Um novo relatório do Fórum, The Future of Jobs, observa a estratégia de emprego, competências e força de trabalho do futuro.

O relatório solicitou aos chefes de recursos humanos e responsáveis por estratégia dos principais empregadores globais o que as mudanças atuais significam, especificamente para o emprego, habilidades e recrutamento em todas as indústrias e geografias.

Skills

Que habilidades irão mudar mais?

Criatividade se tornará  uma das três principais habilidades que os trabalhadores irão precisar. Com a avalanche de novos produtos, novas tecnologias e novas formas de trabalho, os trabalhadores vão ter de se tornar mais criativos, a fim de se beneficiar destas mudanças. Os robôs podem nos ajudar a chegar onde queremos ser mais rápido, mas eles não podem ser tão criativo como seres humanos (ainda).

Considerando áreas como negociação e flexibilidade que estão no topo da lista de habilidades na lista de 2015, em 2020 elas vão cair do top 10 já que máquinas, utilizando massas de dados, começam a tomar decisões para nós.

Um levantamento feito pelo Conselho da Agenda Global do Fórum Econômico Mundial sobre o Futuro do Software e Sociedade mostra que as pessoas esperam máquinas de inteligência artificial para fazer parte do conselho de administração de uma empresa até 2026.

Da mesma forma, a “escuta ativa”, considerado uma habilidade fundamental hoje, vai desaparecer completamente do top 10. A inteligência emocional, que não apresentam no top 10 hoje, vai se tornar uma das principais habilidades necessárias por todos.

Ruptura na indústria

A natureza da mudança vai depender muito da própria indústria. Mídia global e de entretenimento, por exemplo, já tem visto uma grande mudança nos últimos cinco anos. O setor de serviços financeiros e de investimento, no entanto, ainda tem de ser radicalmente transformado. Aqueles que trabalham em vendas e produção terão de ter novas habilidades, como a alfabetização tecnológica.

Alguns avanços estão à frente dos outros. Internet móvel e tecnologia de nuvem já estão afetando a forma como trabalhamos. Inteligência artificial, impressão 3D e materiais avançados ainda estão em seus estágios iniciais de uso, mas o ritmo da mudança será rápida.

A mudança não vai esperar por nós: os líderes empresariais, educadores e governos, todos precisam ser pró-ativos e reciclar para melhorar as qualificações e as pessoas para que todos possam se beneficiar da IV Revolução Industrial.

A Reunião Anual ocorreu em Davos de 20 a 23 de janeiro de sob o tema “Mastering the Fourth Industrial Revolution” (Dominando a IV Revolução Industrial).

Texto de Alex Gray, Senior Writer, Formative Content

Leave a Reply